"No próprio dia da batalha, as verdades podem ser pinçadas em toda a sua nudez, perguntando apenas;
porém, na manhã seguinte, elas já terão começado a trajar seus uniformes."

(Sir Ian Hamilton)



segunda-feira, 7 de setembro de 2009

INSTITUTO RICARDO BRENNAND


.

Recentemente o editor do BLOG HISTÓRIA MILITAR esteve em viagem à capital pernambucana e arredores com o objetivo de realizar visita de pesquisa aos sítios históricos e outros locais de referência no estudo da História Militar do Brasil.




A partir de hoje publicarei alguns artigos no BLOG relatando a viagem e os principais locais e sítios do Recife e cidades vizinhas. Hoje destacamos o Instituto Ricardo Brennand, certamente um dos melhores museus com acervo militar existente no Brasil.

O Museu de Armas Castelo São João foi criado pelo colecionador pernambucano Ricardo Brennand, que há mais de cinquenta anos vem adquirindo obras de arte das mais diferentes procedências e épocas, cobrindo um espaço de tempo entre os séculos XV e XXI, com peças provenientes da Europa, Ásia, América e África.Essas obras de arte estão reunidas em coleções de Pintura, brasileira e estrangeira, Armaria, Tapeçaria, Artes Decorativas, Escultura e Mobiliário.





O núcleo de Armaria, que originou a Coleção Ricardo Brennand, é considerada hoje, uma das maiores coleções do mundo, com cerca de 3.000 peças, fabricadas na Inglaterra, França, Itália, Alemanha, Espanha, Suécia, Turquia, Índia e Japão.



As armas são classificadas como de caça, guerra, proteção pessoal e exibição, defensivas e ofensivas, armaduras para cavaleiros e cavalos, com destaque para as armaduras completas com escudos, elmos, manoplas e cotas de malha, usadas pelos cavaleiros em batalhas, torneiros e justas, entre os séculos XIV e XVII.

Dentre as peças que compõem a coleção estão punhais, estiletes, espadas, espadas-pistolas, maças, maguais, alabardas, bestas, facas e canivetes. Peças de diferentes estilos, algumas ricamente trabalhadas com pedras semipreciosas, marfim, chifres, madrepérola, carvalho, aço e outros metais abrangendo um período entre o séculos XV e XXI.

Destaque para as facas e canivetes de exibição da cutelaria Joseph Rodgers & Sons Limited, fundada em 1724, em Sheffield, Inglaterra, que funcionou até meados do século XX. A Joseph Rodgers teve exclusividade na venda produtos de cutelaria para a Coroa Britânica durante quatro reinados consecutivos, do Rei William IV ao George V. O nome da Rodgers e os símbolos de sua marca estiveram sempre associados com produtos de altíssima qualidade e beleza de design.










O Instituto Ricardo Brennand localiza-se na Alameda Antônio Brennand, s/n - Várzea - Recife-PE e funciona de Terça a Domingo, das 13:00 às 17:00 h.

Maiores informações pelo telefone (81) 2121-0352 ou pelo site http://www.institutoricardobrennand.org.br/.







Vale a pena conferir .... é imperdível!


.

Um comentário:

  1. Fiquei encantada, com tudo que vi no instituto Ricardo Brennand. moro no estado de pernambuco, e não conhecia a grandeza histórica que meu estado possue.

    ResponderExcluir